Mês: novembro 2016

Intercâmbio: é preciso partir para se encontrar!

intercambio-mundo-sentimentos-psicologia-lysis
Um mundo de possibilidades em suas mãos!

Se você tem uma alma aventureira, seus olhos devem brilhar com a possibilidade de concretizar um intercâmbio.

Mas sabemos que há necessidade de muitos planejamentos, enfrentamento de algumas burocracias, muitas expectativas, um intenso frio na barriga ao iniciar a contagem regressiva para o grande dia, sem contar aquele aperto no coração durante e após a festa de despedida organizada pelos amigos e familiares, não é mesmo?

Vivenciar um intercâmbio pode ser uma experiência rica em todos os aspectos da vida, mas com tantas novidades, alguns mecanismos psíquicos, como por exemplo, a fuga dos pensamentos sobre as possíveis dificuldades e a idealização de uma mudança plena que proporcione apenas sentimentos bons, se tornam presentes não só para quem vai realizar o intercâmbio, mas para aqueles que ficam.

No texto “Falando sobre sentimentos. Fugir é mesmo a melhor solução? Descubra!” foi mencionado que em algumas situações realizamos tentativas de fugir dos sentimentos, acreditando que uma viagem repleta de belas paisagens pode vir a ser a solução dos conflitos interiores. Porém no mesmo texto, aprendemos que essas fugas não são tão eficazes, afinal não conseguimos fugir de nós mesmos.

(mais…)

Compartilhar

Corpo e imagem corporal na adolescência. Padronizar ou ser Padronizado?

corpo-beleza-padrão-aceitação-psicologia-lysis

Ah, a adolescência! Uma fase de explosão de sentimentos intensos e conhecida por alguns pais como “Aborrecência” rs. Se você já passou dessa fase (assim como eu rs), deve relembrar as delícias e os desafios de ser adolescente. Como por exemplo, passar horas planejando o que dizer aos pais para convencê-los de deixar sair com os amigos em uma festinha e ouvir frases famosas como: “ Você não é todo mundo, logo, você não vai, pronto e acabou”.

E quando finalmente é liberada (o) para viver a liberdade de sair sozinha (o) com os amigos, acorda com espinhas gigantes que te fazem sentir a pessoa mais estranha do mundo, e acaba concordando que o melhor a fazer é ficar sozinha (o) em casa longe de todos seus amigos de pele perfeita rs

É também uma época de grande necessidade de pertencimento aos grupos como busca da própria identidade pessoal. Aposto que se você não é mais um adolescente, essa frase despertou lembranças de seus grupos de amigos e grupos de músicas preferidas da sua adolescência, inclusive aquelas bandas que hoje em dia você faz questão de esconder que já gostou rs.

Mas voltando ao tema … rs, o adolescente é  também facilmente sujeito às influencias da mídia e amigos, são propensos a imitar comportamentos que pode induzir negativamente no desenvolvimento de sua imagem corporal. Há dois conceitos básicos para melhor entender o desenvolvimento do adolescente. O primeiro é a Imagem Corporal, que define o jeito pela qual o corpo se apresenta, isto é, envolve a interação do adolescente com outras pessoas, que refletem nas ações, emoções, nos desejos e comportamentos.

(mais…)

Compartilhar

Depressão ou Tristeza? Psicoterapia ou Remédio? Como o psicoterapeuta pode auxiliar as pessoas que sofrem com a depressão.

tristeza-depressão-chorar-psicoterapia- lysis
Tristeza ou Depressão?

Nesse texto procurei posicionar uma pequena ideia de como a psicoterapia pode auxiliar as pessoas que sofrem com a depressão. Entretanto, o texto enfatiza um pouco do que pode ser trabalhado durante o processo de psicoterapia com esses pacientes, lembrando que cada um traz consigo suas experiências, conhecimentos, culturas e seus conceitos de forma única e pessoal.

O psicoterapeuta se relaciona com o outro sistema psíquico, e não faz apenas perguntas, mas também responde; não como juiz, perito, conselheiro e superior, mas como alguém que durante esse processo psicológico consciente vivencia junto com aquela pessoa que, através do diálogo, existe a igualdade com aquele ser humano que busca se fortalecer.

A depressão não se resume a lamentações, perdas, sentir-se triste ou vazio, mas também significa um lugar de transformações, cheio de riquezas, uma nova fase que promete colheita de potencial de vida. Todos nós temos nossos momentos depressivos. A depressão pode ser um estímulo para encontrar novos caminhos, entrar em contato com o caminho interior. Dessa forma, muitas pessoas negam a dar esse passo a frente e acabam ficando presos ao seu passado. A depressão também pode ser uma chance de vida, pois induz a reconquista do tempo e reflexão sobre o objetivo da vida.

(mais…)

Compartilhar

A importância de dar voz ao luto! Precisamos falar sobre a morte!

Luto

Quando o silêncio do luto se torna ensurdecedor à tristeza, a dor e o sofrimento se fazem presente, assim como, à necessidade de reaprender a caminhar novamente com a perda de algo ou alguém de total significância em nossa vida. Quanto mais amor pelo que se teve, mais intenso será o luto.

Atualmente vivemos em uma sociedade em que somos obrigados a vivenciar a felicidade 24h por dia. Durante os atendimentos no consultório “brinco” com meus pacientes de que é imensamente entediante imaginar sermos felizes da hora que acordamos até a hora que vamos dormir por todos os dias de nossa vida. Precisamos da dor para valorizar a felicidade dos momentos simples. A felicidade precisa ser conquistada!

A busca insistente pela felicidade utópica não permite espaço para dar voz à morte, que é a própria condição humana. Não há nada que possa modificar a existência do fim da vida. Acredito que você não está surpreso ao ler que um dia irá morrer, não é mesmo?

(mais…)

Compartilhar