Ah o Amor Próprio! Você já se amou hoje? Não? O que te impede de se amar? Vamos conversar sobre isso? 😉 

Amor Próprio
Quer saber? Que se Ame!

O Amor Próprio é um sentimento essencial para qualquer indivíduo, independente da idade ou da fase da vida que se encontra. É a relação eterna de cuidado, carinho e respeito consigo mesmo.

Amor próprio é amar a si mesmo, promovendo o encontro verdadeiro com “Self “, ou seja, o encontro com a verdadeira identidade que habita seu mundo psíquico. Esse encontro é o que vai promover o aumento da consciência e a melhor compreensão sobre a vida.

Para que exista o amor próprio de forma saudável e de essência verdadeira é necessário exercitar todos os dias, demandando tempo e cuidado. Talvez esse seja um dos fatores que dificultam as pessoas a obterem o amor próprio, por ter a necessidade de dedicar tempo para reflexões.

Há quanto tempo você não se permite ter um tempo exclusivo só para você e para reflexões sobre como se sente diante das vivências do seu dia a dia, que tal pensar sobre isso? Comece praticando o Amor Próprio e auto cuidado como expresso nessa reflexão!

Amor Próprio
Seja prioridade em sua vida!

Infelizmente uma grande parte das pessoas apresentam dificuldades para se colocarem no centro de suas vidas, e devido a correria do dia a dia, não encontram tempo para cuidar dos sentimentos. Precisamos aprender a se permitir sentir, para então, nomear, diferenciar e por fim, re – significar sentimentos que antes não eram possíveis de serem acessados pela consciência.

Mas você deve estar se perguntando, será que se eu me amar demais não vou ser egoísta, por priorizar sempre o meu bem estar? Vamos refletir um pouco melhor sobre isso?

Qual a diferença entre Amor Próprio e o Amor Egocêntrico?

O Amor Próprio saudável é regido pelo contato com o “Self”, ou seja, é amar a sí mesmo de forma generosa, respeitosa. É um amor baseado na humildade de reconhecer não só as fortalezas da personalidade, como também, ser consciente das fraquezas que precisam ser elaboradas para melhor convívio consigo e com o outro.

Mas quando o amor  é regido pelo “Ego” se torna um amor narcísico, egoísta sem espaço para o cuidado com o outro, onde a vaidade, desrespeito e a superioridade imperam, causando impacto desastrosos e negativos nas relações interpessoais.

Como construir o Amor Próprio Saudável?

  1. Deseje exercer este cuidado!

    A construção deste amor precisa fazer sentido e este movimento precisa ser vivenciado de dentro para fora. Nada de construir o amor próprio pensando em agradar/atingir outras pessoas ok?

  2. Se afaste de pesos e culpas que não te pertencem!

    Lembre-se sempre que nós temos acesso apenas aos nossos sentimentos e pensamentos, o que se refere ao outro e ao mundo externo não temos acesso, então porque continuar sofrendo por pensamentos e sentimentos que não são nossos?

  3. Se aceite, do jeito que você é!

    Precisamos aprender, conviver e aceitar que somos seres falhos e principalmente aceitar que nossas verdade precisam ser respeitadas. Assim como, aprendemos no texto sobre auto estima, o amor próprio também vai muito além da aceitação das características físicas.

  4. Se afaste de mágoas, medos e traumas do passado.

    Só assim, será possível ver o mundo com o olhar de generosidade. Se concentre em transbordar de sentimentos bons, em mágoas passadas não nascem vivências positivas.

    Cada passos supracitados se realizados com o desejo de mudança de dentro para fora, promoverá a completude, logo o que vier do mundo externo, não afetará o indivíduo de forma negativa, ao ponto de desestruturar o bem estar.

    Ás vezes, acreditamos na falsa ideia de que precisamos de alguém que nos complete. NÃO aceite isto como verdade absoluta!! Somos seres completos e ao ir em encontro de outro ser completo transbordará apenas sentimentos bons, pois a base deste relacionamento será o respeito e a reciprocidade.

Amor Próprio.
Experimente esse sentimento!

Quem não se permite vivenciar a intensidade do amor próprio é como um pássaro com as asas cortadas, que está impossibilitado de exercer a liberdade! E você, o que te impede de voar rumo ao encontro do seu amor próprio? Mas se por algum motivo você não conseguir fazer isto sozinha (o) estou aqui para te auxiliar, a psicoterapia tem muito a acrescentar para este desenvolvimento do amor próprio saudável!

No programa Movimento Jovem, conversamos um pouquinho sobre Qual a Importância do Amor Próprio, além de explicar  sobre a necessidade de exercitar diariamente os itens supracitados. Acompanhem o vídeo e sintam-se a vontade para deixar suas impressões sobre o tema!

Gostou do post? Dê um curtir no Facebook aqui embaixo…

 
Quer receber mais posts como esse? Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades do Blog!
Vou lhe comunicar por e-mail sempre que houver algo novo!
Politica de segurança de e-mail, 100% protegido contra SPAM
Você já se amou hoje? Uma reflexão sobre a importância do amor próprio!
5 (100%) 13 votes

Compartilhar

Comentários

Psicóloga graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e proprietária do Lysis Consultório de Psicologia. Ser Psicóloga é estar em contato direto com as fragilidades e potencialidades humanas. Estar em contato direto com o intimo de cada ser, é o que dá sentido a minha existência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *