Categoria: Transtornos de Comportamento

Amores Tóxicos: 20 frases presentes em um relacionamento destrutivo!


Relacionamento destrutivo
Não, isso não é amor!

Ah o amor.. aquele desejo de estar exclusivamente na companhia do amado(a) 24 horas por dia, de não desgrudar para nada, afinal você não saberia sobreviver sem ele (ela). Aquele desejo de seguir cada passo nas redes sociais, controlando os horários, a roupa e até mesmo os amigos. E por fim, aquele desejo “romântico” de querer colocá-lo dentro de um potinho!

Ei, isso NÃO é amor, é inicio de um relacionamento DESTRUTIVO/ABUSIVO! Saia enquanto há tempo!

Em meio a uma sociedade em que acredita que o bem estar e a felicidade acontecem exclusivamente quando estão em um relacionamento afetivo,fortalecem a permanência em relacionamentos falidos e tóxicos apenas por medo de enfrentarem a vida na própria companhia, aumentando cada vez mais o número de relacionamentos abusivos em todas as faixas etárias e níveis sociais.

É importante ressaltar que ninguém permanece em um relacionamento destrutivo porque gosta, mas sim pela impossibilidade de observar os comportamentos do parceiro (a) como abusivo. Em alguns casos a dependência financeira também impede de dar fim ao relacionamento destrutivo.

(mais…)

Compartilhar

Com o bullying não se brinca! 5 perguntas essenciais para entender, identificar e combater!


Combatendo o Bullying
Não silencie essa dor!

“Frequentemente nos deparamos com as seguintes frases “No meu tempo não existia essa frescura de Bullying”, “É apenas brincadeira de criança”, “Isso é coisa da idade”, “Isso só acontece na escola”.

Se essas falas são frequentes no nosso dia a dia, significa que precisamos emitir um sinal de alerta e informar a todos definitivamente que a indiferença, violência, exposição desnecessária e desrespeitosa cometidas pelo “inofensivo bullying” é um dos principais causadores de automutilação, suicídio e porta de entrada para transtornos psicológicos como, Transtorno de Ansiedade Generalizada e até mesmo o Transtorno Depressivo.

1 – O que é o bullying?

O termo bullying vem do inglês bully que significa “valentão”. É importante ressaltar que o bullying sempre existiu. O primeiro a estudar o fenômeno foi Dan Olweus, professor da Universidade da Noruega, no fim da década de 1970.

Com o avanço da internet e a facilidade de acesso aos meios de comunicações, o termo passou a ser compartilhado com mais frequência, alcançando a popularidade do termo principalmente (e infelizmente) por ocorrer casos trágicos, ocasionando porcentagens representativas de suicídio em várias partes do mundo.

O bullying é caracterizado por agressões verbais e/ou físicas, realizadas repetidamente e intencionalmente com o objetivo de ferir fisicamente e/ou psiquicamente um único alvo. O agressor necessita de uma plateia concordante com a violência (aqueles que dão risadas, assistem e fazem comentários reforçando a existência da prática), para então, cometer a ação de desrespeito.

O ataque é iniciado quando o agressor identifica que o alvo está sozinho ou em minoria. Vale ressaltar que, quem presencia o ato e permanece sem reação de proteção, ou sem uma tentativa de acabar com a violência, também comete o bullying de uma forma secundária, porém tão severa quanto o próprio agressor.

 

Bullying!
Não se brinca com agressão! Diga NÃO ao Bullying!

(mais…)

Compartilhar