Ansiedade · Psicologia · Psicoterapia · Saúde Mental · Transtornos

Transtorno de Ansiedade Generalizada

Transtorno de Ansiedade Generalizada
Transtorno de Ansiedade Generalizada

Principais sintomas do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG)

O Transtorno de Ansiedade Generalizada afeta a forma como uma pessoa pensa, mas a ansiedade também pode levar a sintomas físicos. Os sintomas de TAG podem incluir:

  • Preocupações e medos excessivos
  • Visão irreal de problemas
  • Inquietação ou sensação de ser “nervoso”
  • Irritabilidade
  • Tensão muscular
  • Dores de cabeça
  • Sudorese
  • Dificuldade em manter a concentração
  • Náusea
  • Necessidade de ir ao banheiro com freqüência
  • Fadiga e sensação de cansaço constante
  • Dificuldade para dormir ou manter-se acordado
  • Surgimento de tremores e espasmos
  • Ficar facilmente assustado

Além disso, as pessoas com Transtorno de Ansiedade Generalizada muitas vezes apresentam outros transtornos de ansiedade (como transtorno de pânico ou fobias), transtorno obsessivo-compulsivo, Depressão maior ou problemas adicionais com uso indevido de drogas ou álcool.

Causas do Transtorno de Ansiedade Generalizada

A causa exata do TAG não é totalmente conhecida, mas uma série de fatores – incluindo genética, química do cérebro e elementos estressores ambientais – podem contribuir para o seu desenvolvimento.

Transtorno de Ansiedade Generalizada

Genética: algumas pesquisas sugerem que o históricos familiar desempenha um papel no aumento da probabilidade de uma pessoa desenvolver o Transtorno. Isso significa que a tendência para desenvolver Transtorno de Ansiedade Generalizada pode ser transmitida hereditariamente.

Química do cérebro: a Ansiedade Generalizada tem sido associada ao funcionamento anormal de certas células nervosas que conectam regiões cerebrais específicas envolvidas no pensamento e na emoção. Essas conexões de células nervosas dependem de produtos químicos chamados neurotransmissores que transmitem informações de uma célula nervosa para a próxima. Se as vias que conectam regiões específicas do cérebro não funcionam de forma eficiente, os problemas relacionados ao humor ou à ansiedade podem aparecer. Medicamentos, psicoterapias ou outros tratamentos que são pensados ​​para “ajustar” esses neurotransmissores podem melhorar a conexão entre circuitos e ajudar a melhorar os sintomas relacionados à ansiedade ou à depressão.

Fatores ambientais: Trauma e eventos estressantes, como abuso, morte de um ente querido, divórcio, mudança de emprego ou escolas, podem contribuir para o aumento da ansiedade. O Transtorno de Ansiedade Generalizada também pode piorar durante os períodos de estresse. O uso e retirada de substâncias químicas, incluindo álcool, cafeína e nicotina, também podem piorar a ansiedade.

Transtorno de Ansiedade Generalizada

Quão comum é a Ansiedade?

Cerca de 20 milhões de brasileiros sofrem de algum transtorno de ansiedade. Na maioria das vezes os quadros de ansiedade começam na infância ou na adolescência, mas pode começar na idade adulta. É mais comum nas mulheres do que nos homens.

Como o Transtorno de Ansiedade Generalizada é diagnosticado?

Se os sintomas de Transtorno de Ansiedade Generalizada estiverem presentes, o médico iniciará uma avaliação fazendo perguntas sobre seu histórico médico e psiquiátrico e realizará um exame clínico. Embora não haja testes de laboratório para diagnosticar especificamente distúrbios de ansiedade, o médico pode usar vários testes para procurar doenças físicas como a causa dos sintomas.

O médico baseia o seu diagnóstico de Transtorno de Ansiedade Generalizada em relatos da intensidade e duração dos sintomas – incluindo quaisquer problemas de funcionamento causados ​​pelos sintomas. O médico então determina se os sintomas e o grau de disfunção indicam um transtorno de ansiedade específico. TAG é diagnosticado se os sintomas estiverem presentes há mais dias do que não durante um período de pelo menos seis meses. Os sintomas também devem interferir com a vida diária, como fazer com que você perca o trabalho ou outros compromissos importantes.

Transtorno de Ansiedade Generalizada

Como o Transtorno de Ansiedade Generalizada é tratado?

Se nenhuma outra condição médica for encontrada, você pode ser encaminhado para um psiquiatra ou psicólogo, profissionais de saúde mental que são especialmente habilitados para diagnosticar e tratar doenças mentais como a Ansiedade Generalizada. O tratamento para TAG geralmente inclui uma combinação de medicação e psicoterapia.

 

Medicamentos: as drogas estão disponíveis para tratar o TAG e podem ser especialmente úteis para pessoas cuja ansiedade interfira com o funcionamento diário. Os medicamentos mais usadas para tratar TAG no curto prazo (uma vez que podem gerar dependência, são sedantes e podem interferir na memória e na atenção) são de uma classe de drogas chamadas benzodiazepinas.

Transtorno de Ansiedade Generalizada Medicamentos

Esses medicamentos às vezes são também referidos como sedativos-hipnóticos ou “tranquilizantes menores” porque podem remover sentimentos intensos de ansiedade aguda. Eles funcionam diminuindo os sintomas físicos da ansiedade, como tensão muscular e agitação. Os benzodiazepínicos comuns incluem Xanax, Librium, Valium e Ativan. Esses medicamentos podem exagerar os efeitos da sedação quando combinadas com outros medicamentos e também são perigosas se misturadas com álcool. Alguns antidepressivos, como Paxil, Effexor, Prozac, Lexapro, Zoloft e Cymbalta também são usados ​​para tratar o Transtorno de Ansiedade Generalizada por longos períodos de tempo. Esses antidepressivos podem levar algumas semanas para começar a fazer efeito, mas são mais seguros e mais apropriados para o tratamento a longo prazo de Ansiedade Generalizada.

Psicoterapia: é um dos processos extremamente recomendados para as pessoas que sofrem de transtornos de ansiedade. Durante a psicoterapia o indivíduo aprende a reconhecer e mudar os padrões de pensamento e comportamentos que levam a sentimentos ansiosos. A terapia ajuda a limitar o pensamento distorcido e analisar as preocupações de forma mais realista.

Transtorno de Ansiedade Generalizada

Além disso, técnicas de relaxamento, respiração profunda, meditação e ioga, podem ajudar a controlar a tensão muscular que acompanha freqüentemente o TAG. A prática de exercícios físicos e técnicas de mindfulness (atenção plena) podem ser grandes aliados da Psicoterapia e da intervenção medicamentosa.

Se você reconheceu algum dos sinais ou sintomas descritos nesse artigo, procure um psicólogo ou um médico da sua confiança. Agende uma consulta e comece a cuidar da sua saúde emocional!

Tatiana Pimenta, CEO e Fundadora da Vittude, startup que conecta psicólogos e pacientes para atendimento presencial e online e marcou sua presença com esse post aqui no Blog Lysis Psicologia.

Gostou do post? Dê um curtir no Facebook aqui embaixo…

Quer receber mais posts como esse? Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades do Blog!
Vou lhe comunicar por e-mail sempre que houver algo novo!
Politica de segurança de e-mail, 100% protegido contra SPAM

Transtorno de Ansiedade Generalizada
5 (100%) 10 votes

Compartilhar

Comentários

Psicóloga graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e proprietária do Lysis Consultório de Psicologia. Ser Psicóloga é estar em contato direto com as fragilidades e potencialidades humanas. Estar em contato direto com o intimo de cada ser, é o que dá sentido a minha existência.

2 comentários em “Transtorno de Ansiedade Generalizada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *