Depressão · Saúde Mental · Síndromes

Conhecendo a Síndrome de Burnout | O que é? | Sintomas? | Causas? | Prevenção e Mais.

Antes de iniciar falando sobre o que é a Síndrome de Burnout, os sintomas, ou as causas, é imprescindível conhecermos o significado da palavra Burnout.

sindrome-de-burnout

O que significa Burnout?

A palavra Burnout faz referência ao termo “queimar por completo”, a um esgotamento! A primeira vez que o termo foi utilizado, foi em 1970 por um Psicanalista alemão, chamado Herbert J. Freudenberger que constatou os sintomas de esgotamento profissional em si mesmo!

Apesar desses sintomas serem tão presentes atualmente, somente neste ano, no dia 27 de Maio que a síndrome foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde e estará incluída na próxima revisão do CID (Código internacional de doenças).

A nova revisão do CID está prevista para o ano de 2022, portanto somente a partir daí a síndrome de burnout poderá ser considerada uma doença, pois passará a ser um transtorno, ou seja uma patologia.

Síndrome de Burnout no Brasil

Recentemente foi realizado uma pesquisa que constatou 72% dos brasileiros que estão no mercado de trabalho, sofrem com as consequências de stress. E 32% destes trabalhadores estariam sofrendo com a síndrome de Burnout.

Veja também:  Transtornos de Aprendizagem? Conheça os principais!

Falar sobre esse tema é muito importante, para que possamos trabalhar para a prevenção!

O que é a síndrome de Burnout?

É um distúrbio psíquico de caráter depressivo, caracterizado por um intenso esgotamento físico e mental! É também chamada de Síndrome do Esgotamento Profissional, por estar associado ao excesso de trabalho e pressão nesta área.

sindrome-esgotamento-profissional

O que causa a Síndrome de Burnout?

Burnout é resultado de um período de esforço excessivo no trabalho com intervalos muito pequenos para recuperação de energia. Vale ressaltar que, a síndrome não necessariamente está somente associada ao ambiente de trabalho! E sim, em todos os tipos de atividades que exigem resultados.

É muito comum receber na clínica estudantes universitários que sofrem com os mesmos sintomas, por não conseguirem conviver com as pressões e exigências acadêmicas.

Quais áreas profissionais estão mais sucessíveis a essa síndrome?

Os profissionais que atuam diariamente sob pressão e com responsabilidades constantes. Profissionais com longa jornada de trabalho, que são cobrados excessivamente através de prazos e resultados, além daqueles que um erro pode ocasionar grandes prejuízos!

Veja também:  Síndrome do Pânico! Absolutamente tudo sobre ela e como enfrentá-la

Por exemplo: Profissionais da Área da Saúde, Policiais, Bombeiros, Jornalistas; Advogados; Professores; Oficiais de Justiça; Atendentes de Telemarketing, Bancários, entre outras.

profissionais-com-sindrome-de-burnout

Esses profissionais acabam se esforçando muito com o trabalho e muitas vezes se esquecem dos momentos de descontração e descanso. É como que a mente dessas pessoas estivesse alerta o tempo todo, fazendo com que se sintam exaustas.

Além disso, outro estudo mostrou que as pessoas que são muito empáticas, acabam sendo mais suscetíveis para desenvolver a síndrome de burnout.

Isso tende a ocorrer pelo fato de que elas absorvem toda a carga emocional o que é uma prática ruim. A dor do outro acaba fazendo com que você se preocupe e sobrecarregue o seu emocional.

Quais são os sintomas da Síndrome de Burnout?

  • * Ausências no trabalho;
  • * Agressividade;
  • * Irritabilidade
  • * Isolamento;
  • * Mudança repentina de humor;
  • * Dificuldade de concentração;
  • * Lapsos de memória;
  • * Ansiedade;
  • * Depressão;
  • * Pessimismo;
  • * Baixa autoestima;
  • * Dor de cabeça;
  • * Enxaqueca;
  • * Cansaço;
  • * Sudorese,;
  • * Palpitação;
  • * Pressão alta;
  • * Dores musculares;
  • * Insônia;

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é basicamente clínico e leva em conta o levantamento da história do paciente e seu envolvimento e realização pessoal no trabalho.

Como prevenir a síndrome de Burnout?

Tudo que ocupa muito o seu tempo e acaba sugando toda a sua energia pode ser motivo para que o Burnout apareça.

Veja também:  O que fazer nos primeiros ataques de pânico? Veja aqui algumas instruções importantes.

Para minimizar a possibilidade do esgotamento e assim se prevenir, é recomendada algumas simples práticas que podem ser adotadas no dia a dia, são elas:

  • Práticas de Exercícios Físicos
  • Alimentação adequada
  • Momentos de Lazer
  • Menos cobrança
  • Reorganização

A Lysis Clínica de Psicologia agradece a sua visita! Gostaria de ver mais artigos sobre saúde mental? Clique aqui

Sobre a Autora

Psicólogo SP - Aline PsicólogaAline Lisboa Farias é psicóloga a mais de 5 anos, formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, pós-graduanda em Arteterapia pelo IJEP (INSTITUTO JUNGUIANO DE ENSINO E PESQUISA), co-fundadora do Projeto Cor&Ação (https://coreacao.net), atua a mais de 3 anos como psicóloga clínica atendendo demandas de crianças, adolescentes, adultos, casais e idosos na Lysis Clínica de Psicologia. Possui registro ativo no C.R.P número 06/120305.

Conheça mais sobre a trajetória acadêmica acessando o Currículo Lattes Aqui.

Avalie esse post

Aline Lisboa Farias, sou psicóloga graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, pós-graduanda em Arteterapia pelo IJEP (INSTITUTO JUNGUIANO DE ENSINO E PESQUISA) e proprietária do Lysis Consultório de Psicologia. Atuo realizando atendimentos psicológicos com crianças, adolescentes, adultos, casais e idosos. CRP Ativo 06/120305 (Clique aqui e consulte)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *