Psicologia · Saúde Mental · Transtornos

Conheça 12 sinais que podem indicar que você tem transtorno de ansiedade.

Sentir-se ansioso é algo claramente comum. No entanto, existem várias ocasiões ao decorrer do dia que podem fazer com que fiquemos estressados, nervosos ou preocupados e podem estar associadas a um transtorno de ansiedade.

No entanto, como identificar se essa ansiedade está ultrapassando os limites e possivelmente se tornando um transtorno?

transtorno de ansiedade

Pois bem, existem alguns sinais que podem indicar se o nível da sua ansiedade está passando da conta.

Transtorno de Ansiedade – O início

Primeiramente tenho que dizer que a ansiedade nada mais é do que um estado de intensa preocupação. Uma expectativa negativa de que algo ruim está para acontecer. Os sinais do excesso de ansiedade não são apenas emocionais, mas também físicos.

Se você anda preocupado achando que pode estar tendo crises de ansiedade, leia o artigo e descubra se você identifica esses sinais!

Principais sinais de transtorno de ansiedade

Insônia: muitas pessoas com Transtorno de Ansiedade apresentam insônia. Quando finalmente conseguem dormir, o sono não é tão eficaz. Ou seja, possuem um sono “picado”, acordando várias vezes durante a noite. O sono é fundamental na vida de qualquer pessoa. Quando você não dorme bem fica mais irritado e pode desenvolver vários problemas de saúde. Por isso, se você está percebendo que está passando noites em claro pensando demais em problemas que nem são tão importantes assim: cuidado! Pode ser um sinal de crise de ansiedade.

Músculos em tensão: permanecer em constante tensão muscular pode ser um dos sintomas do Transtorno de Ansiedade. Quando você percebe que está tensionando a mandíbula demais, constantemente enrijecendo os punhos, e sente que os músculos do corpo estão flexionando demais, pode ser um sinal de crise.

Veja também:  Diferenças entre Ansiedade e Depressão: Conheça 5 Diferenças Simples

Preocupação ao extremo: todo mundo se preocupa, isso é normal. Mas, se você faz com que problemas pequenos se transformem em furacões, você pode estar tendo uma crise de ansiedade. A TAG (transtorno de ansiedade generalizado) tem como principal indicador a preocupação excessiva. Nesses casos você começa a se preocupar demais com coisas que não deveriam ter tanta importância. Além disso, essa preocupação gera sintomas físicos. Você pode sentir fadiga, por exemplo. O transtorno relacionado a ansiedade acontece quando o desequilíbrio emocional atrapalha o seu dia a dia. Se você está percebendo que sua ansiedade está atrapalhando a sua rotina, é hora de procurar ajuda!

preocupação extrema

Medo em excesso: em uma situação de risco é comum sentir medo. Mas, se você anda sentindo medo em excesso, fora do normal, pode ser um sinal de Transtorno de Ansiedade. O medo causado por esse problema tem proporções anormais. Além disso, ele te impede de realizar tarefas. Se você está sentindo algo que te oprime e te impede de fazer alguma coisa que quer muito, com certeza não é normal.

Sentir-se inseguro: existem vários tipos de Transtorno de Ansiedade. Dependendo do nível do seu problema, pode haver dificuldade em executar tarefas que envolvam outras pessoas. Se você perceber que sua vida social está sendo comprometida por sua insegurança ou por seus medos, pode ser um sinal de Transtorno de Ansiedade. Além do medo de se comunicar em público, você pode ficar ansioso por ter que falar com as pessoas, ter contato cara a cara com elas. Se você acha que todo mundo está olhando para você quando está comendo em uma lanchonete ou sente náuseas quando tem que fazer uma apresentação oral, pode ser um sinal do problema.

Crise de pânico: quem tem Transtorno de Ansiedade pode sentir um medo que dura muito tempo. O pânico é caracterizado por uma sensação de impotência misturado com insegurança. Isso também pode gerar sintomas físicos como: dores no peito, tonturas, dores de cabeça, aceleração dos batimentos cardíacos, sensação de desmaio e/ou morte iminente, tremedeiras, enjoo, falta de ar, dormência, e outros.

Veja também:  Psicólogo Online Funciona? Descubra aqui os Mitos e Verdades.

Querer ser perfeito: se você é perfeccionista e isso não afeta sua vida de forma negativa, não se preocupe! Mas, se você percebe que fica irritado demais se algo não está como você gosta, pode ser um sinal de Transtorno de Ansiedade. Várias pessoas que querem tudo do jeito certinho, coisas em linha retíssima, armários rigidamente organizados, detalhes rigidamente perfeitos, podem estar manifestando sintomas de TOC – transtorno obsessivo compulsivo – que está diretamente ligado com o TAG.

Se você quer se aprofundar mais sobre TOC, tem um vídeo que gravei abordando este tema.

Dificuldade para solucionar problemas triviais: todo mundo pode uma certa dificuldade para resolver problemas complicados. Porém, se você sente muita dificuldade em solucionar problemas triviais, ou tem dúvidas excessivas sobre questões que não são importantes, é preciso estar atento. Viver triste se questionando se você é realmente amada, por exemplo, é sinal de insegurança.

Pensamos repetitivos: engana-se quem pensa que o transtorno obsessivo compulsivo está somente associado com ações repetitivas. Ele também está ligado com pensamentos repetidos. Se você costuma ficar fazendo afirmações constantes sobre determinados assuntos mentalmente, como por exemplo dizendo: “tudo vai dar certo, tudo vai dar certo…”, repetidamente mentalmente pode ser sinal de ansiedade excessiva.

Problemas digestivos crônicos: a ansiedade começa na mente e reflete no corpo. Muitas pessoas quando estão ansiosas demais começam a ter problemas intestinais. Dores e ardências estomacais, inchaço abdominal, ânsia de vômito, excesso de gases ou diarreia são alguns dos sinais causados pelo excesso de ansiedade. Não ignore esses sintomas e procure imediatamente ajuda especializada!

Veja também:  Amores Tóxicos: 20 frases presentes em um relacionamento destrutivo!

Repetir várias vezes uma ação: se você faz várias vezes uma só ação, como: lavar as mãos toda hora ou checar se a porta está fechada muitas vezes, você pode estar com um problema chamado T.O.C e esse transtorno compulsivo pode estar diretamente ligado com a ansiedade.

Relembrar traumas: relembrar com frequência situações traumáticas pode ser sintoma de transtorno de ansiedade. Caso tenha vivido uma situação que não consegue esquecer, procure ajuda. Não fique remoendo isso sozinho, pode ser prejudicial!

Deixe seus comentários

Se você identificou que está com vários desses sinais de transtorno de ansiedade procure ajuda imediatamente. O tratamento é simples, mas a ansiedade é um problema sério e deve ser tratado e encarado como tal.

Gostou do post? Dê um curtir no Facebook! e não deixe de comentar para enriquecermos este artigo.

Clinica de Psicologia Lapa SP

Quer receber mais posts como esse? Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades do Blog!
Vou lhe comunicar por e-mail sempre que houver algo novo!
Politica de segurança de e-mail, 100% protegido contra SPAM
Siga

Psicóloga Aline Lisboa

Psicóloga Aline Lisboa em Lysis Psicologia
Graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, co-fundadora do projeto Cor&Ação, pós-graduanda em Arteterapia pelo IJEP (INSTITUTO JUNGUIANO DE ENSINO E PESQUISA) e proprietária do Lysis Consultório de Psicologia. Atuo realizando atendimentos psicológicos com crianças, adolescentes, adultos, casais e idosos. CRP Ativo 06/120305 (Clique aqui e consulte)
Siga

5 comentários em “Conheça 12 sinais que podem indicar que você tem transtorno de ansiedade.

  1. Também já tive crises de ansiedade, às vezes consigo controlar,outras não. Mas a minha maior dificuldade é falar em público, quando todos estão olhando para mim.

    1. Olá Maria! Obrigada por compartilhar seu sentimento conosco! Eu imagino o quanto o medo está presente nessa ação, mas não permita que ele te paralise! Vá no seu tempo e se precisar busque acompanhamento psicológico para enfrentar essa situação! Se cuida 😊

  2. Boa tarde Lysis, tenho depressão, ansiedade e outras doenças , perdi minha mãe faz 13 dias estou sofrendo muito, faço tratamento com fluoxetina, ja usei outros , frequento psicólogo ha 18 anos desde quando perdi meu esposo , fiquei com um filho bebe para criar, minha mãe era minha ajuda de todos os dias , estou sem chão.

    1. Olá Lucimare! Obrigada por compartilhar seu sentimento conosco! Eu imagino o quanto é difícil toda esta situação, mas não permita que isso lhe paralise e te impeça de caminhar! Vá no seu tempo e mantenha sempre que possível o acompanhamento psicológico para enfrentar essa situação! Se cuida e fica bem 😊

  3. boa tarde doutora Aline liboa,parabéns pelo conteudo da matéria em questão.
    Eu Roberto o (betho),meu apelido de infância,quero dizer para você,que eu gostei da matéria,conteudo muito bem elaborado e informativo.
    Eu identifiquei alguns pontos que aconteceram,e ou acontece comigo,e eu vou com certeza procurar ajuda médica,mas não apenas psicologica ,mas também em outras especialidades médicas,pois alguns dos meus pequenos problemas de saúde estão direta ou indiretamente relacionados a anciedade e o stress,
    Um forte abraço desse humilde amigo,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *